SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 número1Sistemas de información geográfica en la parroquia Shuar Chiguaza, Morona Santiago. Una aproximación a la realidad actualEfecto de enmiendas orgánicas sobre las poblaciones microbianas de la rizosfera del cultivo de quinua (Chenopodium quinoa Willd.) en el altiplano Sur de Bolivia índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Journal of the Selva Andina Biosphere

versión On-line ISSN 2308-3859

Resumen

ROQUE-SIGUAS, Oscar Juan*. Necessidade térmica das fases fenológicas de duas variedades de amaranto (Amaranthus caudatus L): precoce e tardia em Ayacucho. J. Selva Andina Biosph. [online]. 2019, vol.7, n.1, pp. 18-31. ISSN 2308-3859.

Resumo Na pesquisa sobre as culturas andinas, é importante levar em conta o aquecimento global que está afetando nossos Andes tropicais, por isso nos propusemos o objetivo principal: Determinar a necessidade térmica das fases fenológicas de duas variedades de amaranto: variedade Oscar Blanco ("Precoz") e a variedade Centenario ("tardia") em Ayacucho. O material genético foi fornecido pelo Instituto Nacional de Inovação Agrária INIA-Ayacucho; Sete fases fenológicas distintas foram consideradas para esta cultura. O trabalho foi realizado em um campo aberto em um terreno adjacente à Estação Meteorológica pertencente à Universidade Nacional de San Cristóbal de Huamanga, cujas coordenadas geográficas são: 13° 08' Latitud Sur, 74° 13' Longitude Oeste e Altitude 2772 m.s.n.m. Na presente investigação, foi utilizado o Projeto de Blocos Completos ao Acaso (DBCA), com duas variedades e cinco épocas de semeadura. Ao aplicar o ANVA, os resultados foram que não há diferença significativa na exigência de constante térmica ou térmica entre as cinco diferentes épocas de semeadura nas variedades, mas se significância estatística da exigência térmica foi encontrada entre as variedades precoces e tardías com um coeficiente de variabilidade igual a 3.49%. A aplição do Teste de Tukey/ p=0.05) confirma que, para as diferentes fases fenológicas, com exceção de emergências, não há diferença significativa na exigência térmica, mas há uma diferença média significativa entre as variedades em estudo. A variedade Oscar Blanco é o genótipo com a menor exigência térmica média para completar seu ciclo vegetativo (da emergência à maturação fisiológica) com 1335.4 °C, enquanto o centenário requer 1438.0 °C. Para o desempenho, Oscar Blanco apresenta um rendimento médio maior de 2.8333 t. ha-1, enquanto que o Centenario apresentou um rendimento médio de 2.2744 t. ha-1, em relação ao número de dias requerido (calendário), desde a emergência até a maturidade fisiológica. de precocidade compreendida entre 124 a 134 dias, e, Centenario está atrasado, exigindo um intervalo entre 135 a 145 dias nas condições térmicas de Ayacucho.

Palabras clave : Necessidade térmica; fases fenológicas; amaranto; Oscar Blanco; Centenario.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )