SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número20Propuesta de una batería cognitiva breve para evaluar a los adultos mayores con problemas motoresDel dualismo cartesiano a la psiconeuroinmunología: Nuevos horizontes de ayuda a pacientes oncológicos a partir de la intervención del psicólogo de la salud índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista de Investigacion Psicologica

versión On-line ISSN 2223-3032

Resumen

VALDA PAZ, Veronica; SUNAGUA ARUQUIPA, Rodrigo  y  COAQUIRA HEREDIA, Roxana Karen. Estrategias de intervencion para niños y niñas con tdah en edad escolar. Revista de Psicologia [online]. 2018, n.20, pp. 119-134. ISSN 2223-3032.

O TDAH é o distúrbio de neuro-desenvolvimento que aparece mais freqüentemente na idade do ensino fundamental. O presente artigo aborda estratégias de intervenção psico pedagógica em casos de crianças com TDAH (transtorno de déficit de atenção com hiperatividade), mediante uma experiência direta de trabalho na intervenção de dificuldades de aprendizagem, com o objetivo de abordar estratégias que permitam superar às dificuldades de aprendizagem das crianças e promover um desenvolvimento cognitivo, afetivo e integral da criança com TDAH, mediante um processo de aproximação afastado do âmbito patológico e mais intimamente ligado a uma forma de processamento cognitivo alternado, que precisa de estratégias de ensino-aprendizagem personalizadas, destinado a melhorar a aprendizagem através de técnicas como: a) catalogação de estilos de aprendizagem, o que permite reconhecer a forma como cada pessoa assimila melhor a nova informação, b) atividades físicas, destinada a promover um melhor investimento de energia física, ao mesmo tempo de estabelecer rotinas e horários tanto da academia quanto de alimentação, c) atividades cognitivas, atribuídas para estimular as funções executivas do cérebro, d) atividades cognitivo-comportamentais, projetadas para gerar estados cognitivos de ativação para a aprendizagem, que incluem práticas que variam desde auto-instrução até musicoterapia. Para concluir, a proposta feita neste artigo não só é focada na infância com TDAH, mas também propõe conseguir uma educação inclusiva e humanista; capaz de abranger as diferenças e que isso seja percibido como uma fortaleza antes que uma dificuldade.

Palabras clave : Dificuldade de aprendizagem; controle emocional; funções executivas; autoins-trução; estratégias de aprendizagem.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License