SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número1ADOLESCENTES QUE NO GUSTAN A SUS PADRESUNA MIGRANTE Y UN MALEFICIO: EXPRESIÓN DE LAS CREENCIAS CULTURALES EN EL TRASTORNO PSICOSOMÁTICO índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Ajayu Órgano de Difusión Científica del Departamento de Psicología UCBSP

versión On-line ISSN 2077-2161

Resumen

UNZUETA ARCE, Jaime  y  GARCIA GARCIA, Ricardo. DÉFICITS DE PROCESSAMENTO DE ROSTO NO TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA: CAUSA OU CONSEQÜÊNCIA DO COMPROMETIMENTO SOCIAL. Ajayu [online]. 2012, vol.10, n.1, pp. 19-33. ISSN 2077-2161.

O autismo é uma desordem caracterizada por funcionamento cognitivo anormal, principalmente na comunicação e interação social. Embora ainda pouco conhecidos sobre a patologia dos processos subjacentes neste déficit, vários estudos têm mostrado que os déficits sociais apresentados por esses sujeitos é frequentemente acompanhado de dificuldades no processamento de faces. Diferentes autores sugerem que a amígdala com outras estruturas do cérebro é a responsável pelo processamento facial emocional e seria acausa do mau funcionamento nesta população, haveria uma estreita relação entre déficits de comportamento social, comunicação e processamento facial. Por esta razão, este trabalho realiza uma revisão das manifestações clínicas, que têm diferentes assuntos com o diagnóstico de autismo avaliada em estudos científicos. Além disso, se revisam os modelos teóricos que tentam explicar o déficit de processamento facial e sua relação com o funcionamento social e comunicação inadequada de pessoas com autismo.

Palabras clave : TEA; déficit de processamento facial; coerência central fraca; cérebro emocional; expertise para rostos.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License