Scielo RSS <![CDATA[Journal of the Selva Andina Animal Science]]> http://www.scielo.org.bo/rss.php?pid=2311-258120140001&lang=es vol. 1 num. 1 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.org.bo/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.org.bo <![CDATA[<b>The importance of scientific papers publication: An approach to Animal Science Area</b>]]> http://www.scielo.org.bo/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2311-25812014000100001&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>Características fisicoquímicas de charque de bovinos (<i>Bos taurus</i>) y caballo (<i>Equus caballus</i>)</b>]]> http://www.scielo.org.bo/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2311-25812014000100002&lng=es&nrm=iso&tlng=es El objetivo de este trabajo fue estudiar las características fisicoquímicas de charqui de bovinos y caballos. Veinte muestras de cada uno se compraron de diferentes supermercados y carnicerías. Se determinaron los siguientes parámetros: Humedad, grasa, proteína, ceniza, colesterol, perfil de ácidos grasos, minerales, pH, actividad de agua y color. El charqui de ambas especies no fue diferente en el contenido de humedad y grasa. Las muestras de caballo presento menor contenido de proteína (68.05%), y mayor contenido de ceniza (8.24%), mientras que el charqui de bovino presentó menor contenido de colesterol (157.50 mg/100g). El contenido de ácidos grasos saturados (48.3 vs 42.7%) y ácidos grasos monoinsaturados (43.1 vs 38.5%) fueron mayor en bovinos y los ácidos grasos poliinsaturados fueron mayores (18.3 vs 8.17%) en caballos. La relación n-6:n-3 (1.94 vs 24.1), hipocolesterohemicos/hipercolesterohemicos (1.60 vs 1.47) y así como los ácidos grasos deseables (69.97 vs 65.92%) fueron más favorables en bovinos. El contenido de sodio (2528 vs 1477 mg/100g), y así como la mayoría de los demás minerales fueron mayor en caballos. Con respecto al color, el charqui de caballo presento mayor luminosidad (49.19 vs 41.06 L*) y tenor de amarillez (16.06 vs 13.29 b*).<hr/>The aim of this work was to study the physicochemical characteristics of beef and horse jerky. Twenty samples of each were purchased from different supermarkets and local butchers. The following parameters were determined: moisture, fat, protein, ash, cholesterol, fatty acid profile, minerals, pH, aw, and colour. The jerky of both species was not different in the moisture and fat content. Horse samples presented a lower protein content (68.05%) and higher ash content (8.24%), while the bovine jerky had lower cholesterol content (157.50 mg/100g). The saturated fatty acid content (48.3 vs. 42.7%) and monounsaturated fatty acids (43.1 vs 38.5%) were higher in cattle and polyunsaturated fatty acids were higher (18.3 vs. 17.8%) in horses. The n-6: n-3 (1.94 vs. 24.1), hypocholesterolaemic/hypercholesterolaemic (1.60 vs. 1.47) and well as the desirable fatty acids (69.97 vs. 65.92%) were more favourable in cattle. Sodium content (1477 vs. 2528 mg/100g) and most of the other minerals were greater in horse. With respect to color, horse jerky had higher luminosity (49.19 vs 41.06 L*) and yellowness tenor (16.06 vs 13.29 b*). <![CDATA[<b>Mitochondrial DNA sequencing for assessment of genetic differences in sheep (<i>Ovis aries)</i></b>]]> http://www.scielo.org.bo/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2311-25812014000100003&lng=es&nrm=iso&tlng=es O sequenciamento de Sanger, ou identificação das bases moleculares do DNA por terminação da cadeia, é um dos métodos amplamente utilizados para estudos moleculares. O uso da região citocromo b do DNA mitocondrial como marcador molecular se justifica pela presença de regiões conservadas e variáveis que podem ser sequenciadas e utilizadas em análises filogenéticas em diferentes níveis taxonômicos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a variação do DNA mitocondrial por meio de sequenciamento de Sanger. Para tanto, amostras de tecido sanguíneo de ovinos do grupamento genético Pantaneiro (n=14), Bergamácia (n=4), Dorper (n=5) e Ile de France (n=5) foram utilizadas para extração de DNA. Logo em seguida as amostras foram submetidas a procedimentos de amplificação, purificação e sequenciamento. As análises estatísticas foram realizadas nos programas BioEdit 7.3.1.0 e MEGA 5.10. A utilização de primers internos e externos possibilitou o sequenciamento de 86% da região do citocromo b, o que indicou menor perda de nucleotídeos que acontece na reação de sequenciamento com apenas um par de primers. Os cálculos de diversidade média da região sequenciada permitiram observar baixa variação genética na população, evidenciando a natureza conservada do DNA herdado maternalmente. O sequenciamento parcial da região do citocromo b foi capaz de mostrar a variação do DNA mitocondrial em ovinos de 4 raças diferentes e proporcionou gerar dados para a realização de estudos futuros de origem e evolução dos animais. <![CDATA[<b>Importancia y finalidad de la Zootecnia dentro de las Ciencias Agropecuarias</b>]]> http://www.scielo.org.bo/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2311-25812014000100004&lng=es&nrm=iso&tlng=es O sequenciamento de Sanger, ou identificação das bases moleculares do DNA por terminação da cadeia, é um dos métodos amplamente utilizados para estudos moleculares. O uso da região citocromo b do DNA mitocondrial como marcador molecular se justifica pela presença de regiões conservadas e variáveis que podem ser sequenciadas e utilizadas em análises filogenéticas em diferentes níveis taxonômicos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a variação do DNA mitocondrial por meio de sequenciamento de Sanger. Para tanto, amostras de tecido sanguíneo de ovinos do grupamento genético Pantaneiro (n=14), Bergamácia (n=4), Dorper (n=5) e Ile de France (n=5) foram utilizadas para extração de DNA. Logo em seguida as amostras foram submetidas a procedimentos de amplificação, purificação e sequenciamento. As análises estatísticas foram realizadas nos programas BioEdit 7.3.1.0 e MEGA 5.10. A utilização de primers internos e externos possibilitou o sequenciamento de 86% da região do citocromo b, o que indicou menor perda de nucleotídeos que acontece na reação de sequenciamento com apenas um par de primers. Os cálculos de diversidade média da região sequenciada permitiram observar baixa variação genética na população, evidenciando a natureza conservada do DNA herdado maternalmente. O sequenciamento parcial da região do citocromo b foi capaz de mostrar a variação do DNA mitocondrial em ovinos de 4 raças diferentes e proporcionou gerar dados para a realização de estudos futuros de origem e evolução dos animais.